uco de Uva Melina

Notícias

LANCAMENTO DA VARIEDADE VIOLETA

01/06/2007 às 15:41

LANCAMENTO DA VARIEDADE VIOLETA

Embrapa lança Violeta, variedade de uva mais doce e mais produtiva , própria para suco
Altos níveis de concentração de açúcares e de cor e, igualmente, uma alta produtividade, além da precocidade, aspecto potencializador da estrutura produtiva da indústria vinícola. São estes os atributos principais da cultivar de uva BRS Violeta, a ser lançada durante a tarde de amanhã, 17, na abertura da XXVI Festa Nacional da Uva, em Caxias do Sul. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva é esperado para a apresentação do mais recente fruto do trabalho de melhoramento genético vegetal desenvolvido pela Embrapa Uva e Vinho. O governador do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto, ministros, secretários de Estado, autoridades regionais e lideranças da cadeia produtiva da uva e do vinho são também aguardados para o ato, no estande da Embrapa Uva e Vinho na Festa da Uva.

Uma cultivar híbrida, a BRS Violeta tem como proposta ser uma alternativa para a qualificação da produção nacional de suco e vinho de mesa, assinala a pesquisadora Patrícia Ritschel, da Embrapa Uva e Vinho. “As uvas mais usadas para tais finalidades apresentam carência ou quanto à carga tintureira (como a Isabel) ou com relação ao teor de açúcar (como as variedades Bordô e Concord). A BRS Violeta foi desenvolvida pensando justamente na obtenção de um alto nível de açúcares – no caso, de 19º a 21º Brix, sob condições normais de cultivo – e de elevada coloração – expressa por uma tonalidade violácea intensa do suco”, observa. Contudo, o objetivo da novidade “não é substituir totalmente as variedades tradicionais, apesar das limitações que elas possam apresentar em função de uma safra em anos mais chuvosos, mas sim oferecer uma opção para uso em cortes na obtenção de um produto final melhor”, ressalva o chefe-geral da Embrapa Uva e Vinho, Alexandre Hoffmann. Neste sentido, observa ele, a “importante contribuição pela qualificação da vitivinicultura brasileira” representada pelo lançamento da cultivar BRS Violeta contempla segmento – as indústrias de suco e de vinho de mesa – ao qual se destina 85% da produção de uvas no país.

A precocidade (ou seja, a colheita na última semana de janeiro, conforme os experimentos conduzidos em Bento Gonçalves, sede da instituição de pesquisa) é outro dos diferenciais da nova cultivar. “A idéia é oferecer opções para que principalmente a indústria de sucos, que concentra suas atividades em dois meses, possa estar ampliando seu período de trabalho”, assinala Patrícia.

Por fim, a BRS Violeta destaca-se por sua alta produtividade (de 25 a 30 toneladas por hectare, sob condições normais de cultivo), pelo bom comportamento em relação a doenças fúngicas e às podridões do cacho e pela sua boa adaptação a regiões de clima quente (o que não ocorre com a Bordô e a Concord, por exemplo), como nos Estados de São Paulo e Mato Grosso. Neste sentido, testes de validação foram promovidos na Estação Experimental de Viticultura Tropical (EEVT) da Embrapa Uva e Vinho, em Jales (SP), e em Nova Mutum (MT),na Fazenda Melina.
Data: 16-02-2006
Fonte: Embrapa   Enviar está notícia por e-mail

Fonte: EMBRAPA

Sitevip Internet